Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Professora publica estudo inédito sobre crianças com Microcefalia causada pelo Zika Vírus
Início do conteúdo da página Notícias

Professora publica estudo inédito sobre crianças com Microcefalia causada pelo Zika Vírus

Professora faz uma análise de um padrão em crianças que nasceram com microcefalia causada pelo Zika Vírus. 
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 06/10/2020 21h32
  • última modificação 08/10/2020 19h22

Priscila Lima Rocha é professora Engenharia Elétrica/Eletrônica do Campus Pedreiras. Ela também é egressa dos cursos técnico em Eletrotécnica e superior em Engenharia Elétrica, ambos do Campus São Luís-Monte Castelo.

A professora Priscila Lima Rocha, da área de Engenharia Elétrica/Eletrônica do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Pedreiras teve parte de sua pesquisa de doutorado em andamento aprovada para publicação no jornal internacional Computers in Biology and Medicine da editora Elsevier, Qualis A2, Fator de Impacto 3.434.

Sob o título “Classification of the Interictal State with Hypsarrhythmia from Zika Virus Congenital Syndrome and of the Ictal State from Epilepsy in Childhood Without Hypsarrhythmia in EEGs Using Entropy Measures” (em português: Classificação do Estado Interictal com Hipsarritmia na Síndrome Congênita do Zika vírus e do Estado Ictal na Epilepsia na Infância sem Hipsarritmia em EEGs utilizando Medidas de Entropia), o artigo apresenta os resultados de ferramentas computacionais aplicadas no processamento de sinais de eletroencefalograma (EEG) obtidos de pacientes com epilepsia na primeira infância. O grande diferencial desta pesquisa em relação a outros artigos publicados na mesma área de processamento de sinais de EEG é que a professora faz uma análise de um padrão caótico hipsarritmia que se apresenta no sinal de EEG de crianças que nasceram com microcefalia em decorrência do surto do vírus Zika em meados de 2015 no nordeste do Brasil.

A pesquisa de doutorado é realizada no Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Maranhão, sob orientação do professor Dr. Allan Kardec Duailibe Barros Filho (UFMA) e co-orientação do professor Dr. Washington Luís Santos Silva (IFMA, Campus São Luís – Monte Castelo) em parceria com o Centro de Apoio às Crianças com Doenças Neurológicas, incluindo os casos de microcefalia causados pelo Zika vírus no Estado do Maranhão, chamada de Casa de Apoio Ninar, vinculada ao Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças do Complexo Hospitalar Dr. Juvêncio Matos, mantida pelo Governo do Estado do Maranhão. A partir desta parceria, foi possível obter os exames de eletroencefalograma das crianças com Síndrome Congênita do Zika vírus e montar o banco de dados necessário para a realização da pesquisa.

Segundo a professora, o uso de ferramentas da engenharia, tais como técnicas de processamento de sinais, aprendizado de máquina e reconhecimento de padrões, são de grande importância no apoio aos profissionais da saúde na análise e caracterização da hipsarritmia presente no traçado do sinal de EEG das crianças nascidas com microcefalia no Maranhão, devido a infecção congênita pelo Zika vírus, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida desses pacientes. Além disso, é uma forma de contribuir com as pesquisas sobre a caracterização da Síndrome Congênita do Zika vírus, na qual existem ainda muitas lacunas. “O reconhecimento da relevância da pesquisa, demonstrada pelo aceite e publicação em jornal internacional de alto impacto, mostra que o estudo está avançando no caminho certo e que, principalmente, irá contribuir com um grupo da sociedade que merece especial atenção”, destaca a professora pesquisadora.

O artigo pode ser acessado por assinantes através do link https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0010482520303450?dgcid=author

Sobre a autora

Priscila Lima Rocha é egressa do IFMA no curso técnico integrado em Eletrotécnica (2009) e do curso de graduação em Engenharia Elétrica (2016), ambos do Campus São Luís-Monte Castelo. Mestre em Engenharia Elétrica na área de Automação e Controle pela Universidade Federal do Maranhão e, atualmente, é aluna de doutorado na mesma universidade. A atuação na área da pesquisa iniciou desde o ensino médio no IFMA, sendo bolsista de Iniciação Científica Ensino Médio, desenvolvendo trabalhos na área de automação. Durante a graduação, continuou participando como bolsista de iniciação científica, sob orientação do professor Dr. Washington Silva, desenvolvendo trabalhos na área de reconhecimento de voz, na qual renderam a produção da monografia, obtendo nota máxima e reconhecimento de defesa com louvor, o trabalho de dissertação de mestrado, por meio do aprofundamento da pesquisa, diversos artigos nacionais e internacionais, sendo um deles apresentado em Londres-UK, e um capítulo de livro. Durante a graduação, participou do programa Ciências sem Fronteiras, cursando dois períodos de Engenharia Elétrica na Universidad de Malaga, na Espanha. Também participou do programa de intercâmbio do governo do Estado do Maranhão, Cidadão do Mundo, onde fez curso de inglês em Boston-EUA. Aprovada no concurso de 2019 para docente do IFMA, a professora atua no Campus Pedreiras, ministrando disciplinas nas áreas de Automação e Eletrônica.

registrado em:
Fim do conteúdo da página