Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > III CAE na Folia é realizado no campus
Início do conteúdo da página Notícias

III CAE na Folia é realizado no campus

Atividade interdisciplinar do período de carnaval aconteceu no dia 20 de fevereiro.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 11/03/2020 19h36
  • última modificação 11/03/2020 19h36

No dia 20 de fevereiro aconteceu o III CAE na Folia do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Pedreiras. O evento aconteceu pelo terceiro ano consecutivo e tem como foco a discussão interdisciplinar entre as temas com relevância no período do carnaval.

Dentre as atividades, foram realizadas as palestras intituladas: “Se fere minha existência, eu serei resistência: uma reflexão sobre o carnaval e as ‘fantasias culturais’”, proferida pela professora de Sociologia Andrea Serrão; e “Questões de saúde no carnaval”, ministrada pela enfermeira Nadyelle Alencar. Em seguida, as turmas do integrado apresentaram blocos de carnaval com temas diversos, tais como: gravidez na adolescência, métodos contraceptivos, IST, combate ao uso de drogas, violência contra a mulher, preconceito, questões de gênero e Não é Não.

Durante a exposição dos blocos de carnaval, os grupos de alunos apresentaram sua temática por meio de adereços, confecção de cartazes e marchinhas/paródias musicais. A turma do 3º ano de Petróleo e Gás animou o grupo de alunos com a marchinha com o tema “Preconceito”, que defende um carnaval com respeito. Durante as apresentações, uma equipe de jurados julgou as performances e a turma de Eletromecânica do 1º ano vespertino foi a melhor avaliada.

Veja abaixo a marchinha.

“Entra na roda
Brinca direito!
Façamos juntos um carnaval de respeito
Vem todo mundo
Aqui pro meio
Mas deixa de fora todo o seu preconceito (Refrão)

Falaram mal do meu cabelo
Disseram que era é ruim porque ele é crespo
Eu não entendo por que esse preconceito
O cabelo é meu e deixo ele do meu jeito

Falaram da minha religião
Disseram até que eu tinha pacto com o cão
Eu não entendo por que esse preconceito
A religião é minha e na dos outros não me meto

Falaram mal até da minha roupa
Que era curta e pra ter jeito de moça
Eu não entendo por que esse preconceito
A roupa quem compra sou eu e eu me visto do meu jeito

Tem muita gente que me incomoda
Não sou mulata, minha cor não virou moda
Eu não entendo por que esse preconceito
Tenho orgulho da minha cor e eu exijo mais respeito

Falam direto é do nosso corpo
Se é magra é feia se é gordo é horroroso
Eu não entendo por que esse preconceito
O corpo é nosso e é bonito desse jeito

Falam da minha identidade
Homem? Mulher? Mas não vê minha realidade
Não sei por que meu gênero te incomoda
Deixa desse preconceito, e respeita a minha história.

E até da minha Idade falam mal
Que eu tô velho pra brincar o carnaval
Eu não entendo por que esse preconceito
Todo mundo tá brincando e eu também tenho direito
E se alguém é diferente de você
Brinca na sua e deixa ele viver
O ódio mata
E o preconceito maltrata
Respeita o coleguinha
Não seja só um babaca”

registrado em:
Assunto(s): CAE , Campus Pedreiras , Carnaval , IFMA
Fim do conteúdo da página