Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Alunos pesquisam uso de escada rolantes e sedentarismo
Início do conteúdo da página Notícias

Alunos pesquisam uso de escada rolantes e sedentarismo

Coleta de dados foi realizada em um shopping situado em Teresina (PI).
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 20/08/2019 09h35
  • última modificação 20/08/2019 12h44

Alunos do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Pedreiras desenvolveram uma pesquisa sobre o comportamento sedentário e o uso de escadas rolantes. Os estudantes realizaram coleta de dados da população em um grande shopping situado na zona lesta de Teresina (PI), nos dias 15, 16 e 17 deste mês. O objetivo foi analisar a influência do meio ambiente no estilo de vida e na saúde, avaliando a prevalência de indivíduos que fazem uso dos degraus automáticos ainda que tenham fácil acesso a escada fixa tradicional.

Intitulada “A influência do meio ambiente na adoção de comportamentos sedentários”, a pesquisa foi aprovada pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) 2019/2020. O trabalho é desenvolvido pelos alunos Rosárya Camilli, André Filipe, Isanndro Brasilino (voluntários) e Leonardo Pontes (bolsista), sob a coordenação da professora de Educação Física Cláudia Vieira e colaboração da enfermeira Nadyelle Elias, com o apoio do Departamento de Pesquisa do campus.

Sem que os entrevistados soubessem que estavam sendo monitorados, foram quantificados usuários de escada tradicional e escada rolante em um shopping durante três dias. Um questionário foi aplicado sobre a mesma temática visando à obtenção de dados que justificasse a escolha feita pela clientela. Como objetivo secundário da pesquisa, uma ação educativa foi realizada por meio de panfletagem sobre os riscos da adoção do comportamento sedentário para a saúde, destacando os benefícios da utilização da escada tradicional para o bem-estar.

“Fiquei extremante feliz com o trabalho realizado, em especial, por poder proporcionar experiência dessa natureza para nossos alunos e perceber o crescimento deles”, disse Cláudia Vieira. “Foi uma experiência nova. Foi muito legal o contato com pessoas que ficavam curiosas sobre a pesquisa. Foi incrível viver na prática, um trabalho que vem sendo estudado há meses”, comentou o bolsista Leonardo Pontes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página